GEEU - INCIDENTE NO MURO (ATÉ QUANDO?)

Vornei Augusto vagrella em yahoo.com.br
Sex Out 3 11:45:37 BRT 2014


Então Bambam... Eu até enviei um outro e-mail, separando o assunto, mas sei lá porque as vezes demora uns 2 dias pra chegar as minhas mensagens para o GEEU! :)Mas eu concordo com o que você disse!Forte abraço +-------------------------------------------------------------------------
| Vornei Augusto Grella
| Engenheiro de Software - Unicamp
| LinuxCounter user #556408 has 4 linux machines
| Não seja Pirata, seja Livre!
+------------------------------------------------------------------------- 

     On Thursday, October 2, 2014 6:58 PM, fcbannwart <fcbannwart em uol.com.br> wrote:
   

 Oi Vornei, blz ? Uma confusão que ocorre é crer que os procedimentos de segurança são definidos nos estatutos.Isso, na verdade, é definido nas Regras do GEEU - justamente para que haja a flexibilidade que você mencionou.Nos estatutos são definidas as responsabilidades e a estrutura de organização do GEEU (além de fins, objetivos, etc ...). Porém, se o GEEU mudar na sua essência e for atrelado administrativamente à FEF (por exemplo), então os estatutos deverão passar por uma forte modificação na qual as responsabilidades deverão ser redefinidas.Isso pode afetar inclusive as Regras do GEEU, talvez incorporando-as rigidamente aos estatutos.Digo rigidamente porque qualquer alteração nos estatutos exige Assembléia Geral com alto quorum e registro em cartório. Se o GEEU se mantiver na sua mesma essência, não vejo sentido em alteração nos estatutos com objetivo de lidar com as questões de segurança ou superlotação. A questão então é decidir se o GEEU que se vincular ou não a outrem. Frente a essa crescente demanda de serviços, talvez esse vínculo possa ser a melhor solução.Desvantagens: perderemos a nossa autonomia; perderemos a nossa essência original e liberdade para muitas decisões.Vantagens: menos trabalho; divisão de responsabilidades.
Muito boa a sua abordagem, Vorna. Grande abraço, Bambam 
De: vagrella em yahoo.com.br
Enviada: Quarta-feira, 1 de Outubro de 2014 17:43
Para: geeu-l em listas.unicamp.br
Assunto: GEEU - INCIDENTE NO MURO (ATÉ QUANDO?)

Fala Bamban...Tranquilo? Sobre o que o João disse sobre o Estatuto, eu também discordei, mas pensei em separarmos o assunto, justamente para maior clareza, tendo em vista que não é a primeira vez que falaram em alterá-lo, só que dentro de outro contexto. Acho que cabe pelo menos uma revisão, pensando melhor na realidade do GEEU e abrir espaço para o pessoal que acha que precisa ser alterado, possam colocar as opiniões e o que precisa mudar. O que acham?Só uma adendo para quem for expressar a opinião, ler o Estatuto! ;)  Forte abraçoVorna  +------------------------------------------------------------------------- 
| Vornei Augusto Grella 
| Engenheiro de Software - Unicamp 
| LinuxCounter user #556408 has 4 linux machines 
| Não seja Pirata, seja Livre! 
+-------------------------------------------------------------------------

 On Saturday, September 27, 2014 11:31 AM, fcbannwart <fcbannwart em uol.com.br> wrote:
 

João, por que essa implicância com os titios ?Não é assim que deve agir um lider. Vou fazer aqui a defesa da velha guarda.Não éramos somente 30 escaladores.A média de cadastrados (membros efetivos) sempre oscilou em torno de 60, fora os informais/inadimplentes e visitantes (que sempre foram muitos mas não tanto como agora, reconheço).Faziamos uma média de 3 campeonatos regionais por ano, conjuntamente com a Grade VI, Palicari, Alpino, e outros grupos.Competiamos assiduamente em rankings paulistas e brasileiros.A média de competidores nos regionais (no total das categorias) ficava entre 60 e 70, e enchia de gente na platéia, so perdendo em numero de pessoas para o ultimo campeonato (fantastico trabalho, diga-se).O nivel maximo de via (guiada em rocha) na época (anos 90) era 9° grau, o que não chega a ser desprezivel mesmo agora.Eramos muito fracos de bolder, mas éramos mais atuantes que a média dos membros do GEEU de hoje no montanhismo em geral.Faziamos alta montanha, trilhas internacionais importantes, escalada artificial, bastante escalada livre com proteção movel, escalada em gelo e big wall na Pedra do Bau (que eu me lembre soh no Bau). Não me incluo no big wall.Pelo menos 4 dos nossos membros, que eu me lembre agora, chegaram ao cume do Everest: Rodrigo Raineri, Vitor Negrete, Ana Elisa Boscarioli e Carlos Santalena.Lembrando que, em toda a historia, ha pouco mais que 10 brasileiros bem sucedidos no Everest atualmente.O Roman Romancini, o Vitor e o Rodrigo foram os primeiros brasileiros a conquistar o cume do Aconcagua no inverno (talvez os unicos até hoje - a confirmar).O Vitor Negrete foi o unico brasileiro da historia a conquistar o cume do Everest sem O2 complementar.O Rodrigo e o Vitor foram os unicos brasileiros a conquistar a dificilima face sul do Aconcagua.Outros membros do GEEU fizeram conquistas importantes.E todos treinavam no nosso muro e no nosso negativo; compartilhavam experiências. Fizeram historia.Enfim, os titios muito contribuiram no decorrer dos 23 anos de historia do GEEU. Sobre o acidente, peço calma a todos. Sobre a sua afirmativa, João:"O acidente é uma resposta a incapacidade do GEEU em conseguir mais atender com plenitude as necessidades dos seus membros", concordo.
O GEEU cresceu além da sua capacidade administrativa.
 Quanto a alterações nos estatutos, devo lembrar a todos que isso não pode ser feito em uma assembléia comum.
Nesse caso, a Assembléia Geral deve ter um quorum superior a 50% de todos os seus Membros Efetivos para pode deliberar.
Os estatutos estão registrados em cartorio; deve ser respeitado o seu formalismo.
Em caso de alterações nos estatutos, elas devem ser feitas uma a uma, com critério.
 Sobre os procedimentos especificos de segurança, isso não foi definido nos estatutos.
Isso faz parte das Regras do GEEU.
Nos estatutos foi atribuida a total responsabilidade ao escalador que faz a segurança, e que ele de ser necessariamente um Membro Efetivo, e que deve respeitar as Regras do GEEU.
 Quanto à implantação do grigri, concordo.
Mas isso vai exigir treino para que ele não seja utilizado no sentido invertido.
 Quanto ao vinculo com a Unicamp, na verdade temos sim, especificamente com a FEF.
Mas esse vinculo é relativo somente ao patrimônio.
No caso de extinção do GEEU, todo o seu patrimônio, material e financeiro, sera doado à FEF.
Quanto ao vinculo com a FEF no quisito responsabilidades em caso de acidentes e etc, isso até hoje nunca houve; em discussões anteriores a FEF nunca quis se envolver nisso. Acho que isso pode ser discutido novamente.
Quanto a um vinculo administrativo com a Unicamp (o que implica em vinculo de responsabilidade), acho que esse pode ser o caminho para que se comporte as novas dimensões do GEEU. Isso me parece necessario, apesar de poder implicar em uma redução na nossa autonomia.
 Eu gostaria muito de discutir o assunto pessoalmente, antes que se faça uma assembléia.
Mas so poderei aparecer no muro na proxima quinta à noite.
Ha tempo para isso ?

PS: houve uma vez um acidente uma vez em que o escalador caiu diretamente no chão de uma altura de + ou - dois terços da parede; por sorte ele ficou bem, mas com dores por anos. 
De: joaoricardocg em gmail.com
Enviada: Sexta-feira, 26 de Setembro de 2014 17:04
Para: geeu-l em listas.unicamp.br
Assunto: GEEU - INCIDENTE NO MURO (ATÉ QUANDO?)

Membros, Antes de iniciar o que eu tenho a expor faço os seguintes pedidos: 1- Tenha paciência, a minha exposição vai ser longa (sai, vai beber uma água, esfria a cabeça e volta prestando atenção);2- Antes de responder, pondere sobre o tema e pense sobre os fatos; 3- Qualquer resposta grosseira que você queira dar dirigida a mim, favor fazer ao vivo (fora do meu horário de treino, por favor); Vamos lá? Este incidente é uma resposta a algo maior do que o fator segurança, ou culpa, ou melhora no atendimento dos novatos e por ai vai. É algo explícito aos olhos de todos e por uma ideologia retrógrada, por comodismo e falta de iniciativa. Tal fato não vai parar de se repetir enquanto não mudarmos os paradigmas internos do grupo ou outro acidente mais grave nos contemplar(encerrando as atividades do grupo).  Não adianta ficar tecendo inúmeros procedimentos para ensinar essa ou aquela forma de dar segurança. Não adianta quebrar a cabeça para ver a melhor forma de transformar os novatos em exímios escaladores. Não adianta fazer reunião para discutir o incidente. Nem adianta invocar a atenção dos mais experientes para cuidar disso. Pois, tudo isso já foi feito e os pequenos incidentes continuam a acontecer. Não gaste seu tempo com isso.  Tá, João, mas que fator é esse que vai tão além da segurança e salta tanto aos nossos olhos? O acidente é uma resposta a incapacidade do GEEU em conseguir mais atender com plenitude as necessidades dos seus membros. Não, eu não estou me referindo ao fator superlotação. A questão é outra.  O GEEU inflou dentro de um estatuto que não comporta mais o panorama atual. Compreendem?Há URGÊNCIA em estabelecer novas diretrizes que atendam e atenuem esse inchaço que só impossibilita o desenvolvimento do grupo. São vários fatores que contribuem para ineficiência do grupo por engessamento do estatuto.   Crescemos (não me refiro somente a quantidade de membros), tomamos proporções que não sabemos que temos. Instituições nacionais vêm ao nosso encontro, a FEF nos da respaldo, a pró-reitoria nos enxerga com bons olhos, temos membros em todos os níveis de desenvolvimento dentro do cenário da escalada, abrimos praticamente todos os dias e todos os horários, há uma rotatividade enorme de membros, não membros, futuros membros, admiradores, e afins, somos responsáveis por áreas de escalada que são importantes para a região, etc.  Membros, nós mudamos, nos desenvolvemos. Isso é ótimo! Mas ainda, nos encontramos dentro do nosso pequeno cerne. Engessados. Somos aquele mesmo grupo que foi fundado em mil novecentos e bolinha, onde existiam 30 membros, recebíamos 10 novatos, podíamos dar atenção para esses mesmos novatos, vivíamos na pindaíba, cada membro fazia sua parte, porque se não fizesse ninguém ia fazer, etc (toda aquela história que o pessoal mais velho gosta de contar - só excluí o fato de eles sempre se gabarem de um buraco que possibilitava cortar caminho para o muro e o fato de poder fazer churrasco na parede com bebida inclusa). Era isso! ERA. Agora não é mais. O nosso atual estatuto não comporta mais nosso desenvolvimento. Vou recorrer ao meu singelo conhecimento na área jurídica e vou dar um simples exemplo para esclarecer o que a falta de um estatuto atualizado e condizente com as práticas corriqueiras de um grupo específico de pessoas pode acarretar.  Tomo como exemplo nosso vigente Código Penal, datado de 7 de dezembro de 1940 (por analogia nosso estatuto), em razão da nossa sociedade (por analogia o GEEU). Óbvio que em nosso querido diploma legal existem algumas alterações, mas o cerne ainda é de 1940. Compreendam, hoje em dia latrocínio não vai a júri (a vida ainda é equiparada ao mesmo patamar de um crime de patrimônio). Até 2009, o estupro era somente o coito vagínico, se o agente usasse outro lugar para ter "conjunção carnal” com a vítima, não era estupro. Compreendem a necessidade de um estatuto correspondente ao cotidiano do grupo?  Por isso, não adianta tecer teorias sobre quem foi ou não o culpado. De que adianta? Vai mudar algo saber de quem foi a culpa. O estatuto não prevê essa situação. Estamos engessados. Não temos uma base coesa para lidar com esse tipo de situação. Um estatuto atualizado com nosso cotidiano iria coibir incidentes como o que ocorreu, iria nos dar norte para resolver a situação.  Tá. Então o que devemos fazer?  Primeiramente, não há a necessidade de fazer alarde para saber quem foi ou não culpado. Quem é o responsável. Quem agiu assim ou “assado”. Simplesmente pelo fato de não tem motivos para entender o fato.  Afinal, isso já era previsto que ia acontecer. Não é nenhuma novidade para ninguém que algum dia ia acontecer “mais um acidente”. Não aprendemos com os outros erros, não vamos aprender com esse. Temos que continuar atentos  para que não ocorra mais - é fato. Mas, diante das situações atuais não há nada a mais a ser feito perante ao que já ACONTECEU.   Há a necessidade de adotar uma medida paliativa de curto prazo para uma mudança maior a longo prazo. A muito tempo previ o acontecimento de possíveis acidentes e vou ser sincero, o ocorrido foi bem mais ameno do que eu havia imaginado acontecer. Por isso, a muito tempo venho querendo implementar o grigri a todo custo. Porque, eu e mais outros membros, já prevíamos a incapacidade do grupo em lidar com esse tipo de coisa. Mas, como a política do grupo é negar para depois aceitar, consegui (depois de muita briga, argumentação, conversa com outros ginásios e inclusive os fabricantes do grigri) a implementação de um grigri (de forma experimental) em uma corda. Não foi o suficiente. Óbvio. A intenção era que todas as cordas fossem equipadas com o aparelho. Só que o pensamento enraizado de alguns membros impossibilitou a implementação completa do freio. A operação implementação completa do grigri para evitar esse tipo de coisa foi barrada pela incoesão da ideologia de alguns membros. Meus pêsames.  A medida paliativa mais funcional nesse caso é o grigri. Calma. Antes de falar que eu estou louco e etc, pense. Com todas as cordas equipadas com grigri nada disso teria ocorrido. Ai você vai querer falar: “Mas…, mas isso, mas aquilo, mas, se ela(e)…”, eu respondo, “mas, nada”. O grigri reduz consideravelmente o risco de falhas e nesse caso teria reduzido e até impedido. Os “mas's" e “se isso ou aquilo”, são suposições. Não são o fato concreto que acabou ocorrendo. Enquanto não mudarmos o modo de pensar do nosso grupo, o grigri é o aparelho mais eficaz para a redução dos riscos.  Claro que tudo isso em conjunto com a atual política de ensinar a dar segurança, com conscientização de sua importância, depois de um tempo considerável como membro, com backup e blá, blá, blá….  Posteriormente, e não tão posteriormente, há a necessidade de criar um novo estatuto. Em conjunto com uma política de implementação do GEEU com extensão das atividades da FEF. Isso para garantir a tutela da responsabilidade objetiva inerente ao ente UNICAMP. O que? Sim. Se ocorrer um acidente mais grave, na atual situação em que nos encontramos, ou seja: SEM VÍNCULO FIRMADO COM A UNICAMP, vamos nos FUDER (no claro português). Por isso, essas duas medidas vão ser mais eficazes e vão nos resguardar a longo prazo. Vão além do quesito segurança e se não resolver isso não adianta fazer reunião para discutir o “pequeno incidente”, pois depois da reunião vamos tomar providências gerais (como já ocorrido antes) e nada vai ser efetivo a longo prazo (como já ocorrido antes) e os acidentes (talvez mais graves) vão ocorrer. São esses os três passos a serem dados para a segurança do grupo no futuro:1- implementação do grigri em todos os tops (solução de curto prazo);2- reformular o estatuto (solução de longo prazo);3- criar vínculo com a UNICAMP (solução de longo prazo);
 
 Pensem nisso…
Em 26 de setembro de 2014 13:57, Vornei Augusto <vagrella em yahoo.com.br> escreveu:

Olá Sophia e membros do GEEU...Boa tarde! :) Sophia, muito importante as suas colocações, bem legal da sua parte colocar isso aqui na lista e pra inteirar, eu achei que você foi respeitosa (não citou nomes), da mesma maneira compactou a sua preocupação! ;)Mas eu fiquei intrigado e com umas dúvidas: 1 - Ocorreu o incidente no GEEU, mas não tinha mais ninguém vendo isso, nenhum outro membro para avisá-los  Ou ocorreu depois que já tinha ido? Só lembrando o que acontece no muro é responsabilidade de todos!2 - Mais Importante: Foi conversado isso com as pessoas no momento em que estava acontecendo, ou mesmo depois do ocorrido? Senão creio que esteja ocorrendo outra falha aí...3 - Esse bkp, era apenas na corda, para retesar a queda, ou de corpo também (onde quem está no bkp, também segura a pessoa)? É que você citou o caso de tirar a mão da corda e depois sobre a diferença de peso, fiquei confuso sobre o tipo do bkp!4 - Essa é quase afirmação: O novato não tem 1 mês de GEEU... Certo? Só discordo de um ponto do que você disse "...quem cometeu o erro foi o membro, que não explicou para a ela...", creio que uma vez que todos os membros que estão no muro são responsáveis, a culpa seja de todos também. Assim creio que a ideia é disseminar o conhecimento e ensinamento, com uma boa conversa já resolve muita coisa. Evitando a necessidade de reuniões ou criar procedimentos e burocracias para resolver coisas desse tipo! ;)
  Forte abraçoVorna 

 On Friday, September 26, 2014 12:41 PM, Jéssica Kilesse <jessica.kilesse em gmail.com> wrote:
 

Boto fé na reunião também.
Em 26 de setembro de 2014 12:18, Sophia damiano rovere <sophiarovere em gmail.com> escreveu:

Francis, é o mesmo caso que você está ciente!  Eu também acho! Vamos marcar uma reunião?  
Em 26 de setembro de 2014 12:16, Francismar <francismarkoronis em yahoo.com.br>escreveu:

Oi, Sophia e pessoal! Boa tarde! Sophia, aconteceu de novo caso semelhante por estes dias???  Acho muito válido se reunir pra discutir esse problema, sim! Reunir-se ao vivo e a cores é melhor, pois acho que mais gente participa. Por e-mails, ou fórum não é claro se muitos membros estão participando... Abraço, Francis

 Em Sexta-feira, 26 de Setembro de 2014 11:38, Sophia damiano rovere <sophiarovere em gmail.com> escreveu:
 

Gente, já de antemão vou pedir desculpa pelo tom do meio email pq não vou medir palavras. Foi relatado na última reunião de monitoria um incidente muito sério e que, na minha opinião, todos os membros devem saber pra que isso JAMAIS ocorra! O FATO: Uma novata, quis aprender a dar seg. ótimo!!!!!!! Um membro e monitor, foi ensiná-la, e ai começou o problema. O membro não fez o back up é o escalador caiu no chão!!!!!!!!! o novato da seg soltou as mãos da corda, quando o escalador caiu no mov. Isso pq a novata não foi orientado sobre os riscos do procedimento de segurança.  Pq simplesmente não lhe disseram: " olha a pessoa que tá escalando é mais pesada que vc, e vc vai sentir um tranco quando ela cair, não se assuste" Graças a Deus, o escalador estava perto do chão e não aconteceu nada. Numa segunda tentativa, agora com "back up". A novata cometeu o mesmo erro!!!!!!!!!! Se não tivesse um back, e dessa vez, o escalador está alto, ele iria ter caído. Ok, é pra isso que serve o back up, sim é. Massssssssssssss, em hipótese nenhuma vc pode deixar que isso aconteça! É nossa dever como membro deixar claro para os novatos o risco ao realizar o procedimento de segurança! A minha indignação é: vc, monitor, membro, PRECISA ENFATIZAR que a vida de outra pessoa está LITERALMENTE NAS MÃOS DA PESSOA QUE FOR DAR A SEG!!!!!! E que em HIPÓTESE NENHUMA A PESSOA PODE SOLTAR A MÃO!!!!!!!!!!!! Um acidente muito sério poderia ter acontecido!!!! Outro ponto, a novata que foi dar seg, acho que tem menos de 1 mes de muro, e isso já foi decidido em assembléia que, a pessoa precisa ter o mínimo de familiaridade com a escalada e com os equipamentos para dar seg. Quero deixar claro que na minha opinião quem cometeu o erro foi o membro, que não explicou para a ela, quais os procedimentos corretos! Não dá pra gente tratar a escalada e principalmente os procedimentos de segurança como algo corriqueiro !!!!!!!!!!!!!! PRECISA SER CHECADO, VERIFICADO, PRECISA TER CUIDADO! Se você é novo no muro, quer ser monitor, quer aprender a dar seg. TENHA MUITO CUIDADO!   É A VIDA DE OUTRA PESSOA QUE ESTÁ NAS SUAS MÃOS!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!  -- 
Sophia Rôvere
Mestranda em Geografia
Instituto de Geociências/ UNICAMP

_______________________________________________
GEEU-L mailing list
GEEU-L em listas.unicamp.br
https://www.listas.unicamp.br/mailman/listinfo/geeu-l

************

Visite os nossos sites:
http://geeu-escalada.org
http://geeu-escalada.org/forum

Para sair da lista envie um email para:
contato em geeu-escalada.org

com o assunto:
desinscrever


_______________________________________________
 GEEU-L mailing list
 GEEU-L em listas.unicamp.br
 https://www.listas.unicamp.br/mailman/listinfo/geeu-l
 
 ************
 
 Visite os nossos sites:
 http://geeu-escalada.org
 http://geeu-escalada.org/forum
 
 Para sair da lista envie um email para:
 contato em geeu-escalada.org
 
 com o assunto:
 desinscrever


 -- 
Sophia Rôvere
Mestranda em Geografia
Instituto de Geociências/ UNICAMP


_______________________________________________
 GEEU-L mailing list
 GEEU-L em listas.unicamp.br
 https://www.listas.unicamp.br/mailman/listinfo/geeu-l
 
 ************
 
 Visite os nossos sites:
 http://geeu-escalada.org
 http://geeu-escalada.org/forum
 
 Para sair da lista envie um email para:
 contato em geeu-escalada.org
 
 com o assunto:
 desinscrever

_______________________________________________
GEEU-L mailing list
GEEU-L em listas.unicamp.br
https://www.listas.unicamp.br/mailman/listinfo/geeu-l

************

Visite os nossos sites:
http://geeu-escalada.org
http://geeu-escalada.org/forum

Para sair da lista envie um email para:
contato em geeu-escalada.org

com o assunto:
desinscrever


_______________________________________________
 GEEU-L mailing list
 GEEU-L em listas.unicamp.br
 https://www.listas.unicamp.br/mailman/listinfo/geeu-l
 
 ************
 
 Visite os nossos sites:
 http://geeu-escalada.org
 http://geeu-escalada.org/forum
 
 Para sair da lista envie um email para:
 contato em geeu-escalada.org
 
 com o assunto:
 desinscrever


 -- 
João Ricardo da Costa GonçalvesAdvogado OAB/SP 287.082_______________________________________________
GEEU-L mailing list
GEEU-L em listas.unicamp.br
https://www.listas.unicamp.br/mailman/listinfo/geeu-l

************

Visite os nossos sites:
http://geeu-escalada.org
http://geeu-escalada.org/forum

Para sair da lista envie um email para:
contato em geeu-escalada.org

com o assunto:
desinscrever


_______________________________________________
GEEU-L mailing list
GEEU-L em listas.unicamp.br
https://www.listas.unicamp.br/mailman/listinfo/geeu-l

************

Visite os nossos sites:
http://geeu-escalada.org
http://geeu-escalada.org/forum

Para sair da lista envie um email para:
contato em geeu-escalada.org

com o assunto:
desinscrever

_______________________________________________
GEEU-L mailing list
GEEU-L em listas.unicamp.br
https://www.listas.unicamp.br/mailman/listinfo/geeu-l

************

Visite os nossos sites:
http://geeu-escalada.org
http://geeu-escalada.org/forum

Para sair da lista envie um email para:
contato em geeu-escalada.org

com o assunto:
desinscrever



   
-------------- Próxima Parte ----------
Um anexo em HTML foi limpo...
URL: <http://www.listas.unicamp.br/pipermail/geeu-l/attachments/20141003/b7ef4fc3/attachment.html>


Mais detalhes sobre a lista de discussão GEEU-L